Re-Imaginando Aplicativos para Ultrabook™ (Parte 3): Gestos de toque

Bem-vindo à terceira parte da série Apps Re-Imaginando Apps para o Ultrabook™. Em nosso vídeo anterior Luke Wroblewski falou sobre Touch Targets. Neste terceiro vídeo Luke encerra a discussão sobre o impacto do Touch no design das aplicações desktop com uma visão geral sobre os gestos no touch, nos apresentando como podemos usá-los em nossas aplicações e quais as melhores formas de fazer gesto / interações mais visíveis para as pessoas que utilizam os aplicativos.

Através destes três vídeos é possível entender a complexidade do design relacionado com a interface touch e todos os tipos de oportunidades que existem. Oportunidades ainda mais visíveis quando observamos os gestos no toque. 

Os gestos são como as pessoas fazem as coisas dentro das interfaces touch. Então, sem mais demora, vamos ver como podemos aplicar estes "gestos" dentro de um projeto. Aproveite!

Assista também os outros vídeos da série: 

Sobre a série:
A série Re-Imaginando Apps para o Ultrabook™ introduz novas formas de pensar sobre o design e desenvolvimento de aplicações desktop e oferece conselhos práticos de design para ajudar os desenvolvedores no aproveitamento das novas oportunidades usando os dispositivos Ultrabook inspirados pela Intel.

Mais sobre Luke:
Luke Wroblewski é um líder reconhecido internacionalmente na área de produtos digitais que criou e/ou contribuiu para o desenvolvimento de softwares utilizados por mais de 700 milhões de pessoas em todo o mundo. Ele foi co-fundador e CPO de Bagcheck (adquirida pelo Twitter em 2011), arquiteto-chefe do projeto Yahoo! Inc., e é o autor de três livros populares da Web de projeto, incluindo o seu mais recente: Mobile First.

Mais informações para sua empresa acesse: Programa de Parceria de Software Intel®

* Luke é um fornecedor contratado pela Intel. Todas as opiniões expressam no vídeo são unicamente dele e não representam necessariamente a posiçào da Intel sobre qualquer assunto. 

Pour de plus amples informations sur les optimisations de compilation, consultez notre Avertissement concernant les optimisations.