Sete passos para preparar sua startup para os investidores.

Artigo de David Thomas*

Intel Capital
  O Brasil está sob os olhos do mundo – bons fundamentos econômicos e uma classe C ascendente e com crescente poder de compra atraíram a atenção de grandes investidores internacionais. Cenário perfeito para jovens ambiciosos com ideias inovadoras; em outras palavras, a receita para a criação de novas startups.

  No entanto, ainda há muitas dúvidas na cabeça dos novos empreendedores sobre como atrair e conquistar investidores, ou até mesmo o que esperar deles uma vez que a startup levante um aporte de capital junto a eles. Para facilitar o processo de atração de um sócio financeiro e diminuir possíveis atritos na hora do fechamento de um investimento, existem alguns passos simples que podem ser seguidos para aumentar suas chances de sucesso e criar relações mutuamente benéficas entre sua empresa e fundos de investimento:

 

  • Prepare um “elevator pitch”: Você é capaz de descrever os diferenciais da sua empresa em menos de um minuto? A primeira impressão é a que fica, e quem é capaz de atrair a atenção de um investidor com um discurso curto e de alto impacto vai ter maior facilidade em agendar reuniões e começar negociações de verdade.
     
  • Faça o networking: Descubra quais os fundos de investimento estão investindo em sua área de atuação. Pesquise quem são os profissionais envolvidos, que tipo de empresas eles procuram, que tipo de negócio eles preferem. Circule nos eventos da área, distribua cartões de visitas, tenha um folder básico e simples com o seu “elevator pitch”. Lembre-se que este fundo e seus profissionais poderão ser seus sócios. Veja qual o perfil que mais contribuirá para o sucesso de sua empresa, e como será a dinâmica pós-investimento. Questione-se: além do capital, o que mais este sócio poderá trazer para seu negócio?
     
  • Prepare seu plano de negócios: Ele deve ser claro, conciso e direto, além de expor os diferenciais da sua empresa, quais as inovações que você vai trazer ao mercado e, especialmente, como pretende transformar a sua ideia em dinheiro. Ele deve detalhar oportunidade de negócio, responder por que as pessoas ou empresas vão comprar seu produto ou solução, qual o mercado potencial, quem é a concorrência, e quem é o time de execução e suas credenciais.
     
  • Preze pela transparência: o investidor irá fazer um estudo minucioso da sua empresa, em todos os sentidos – das suas finanças ao seu time de gestão. Quanto mais transparente for seu plano, mais segurança você vai passar e maiores serão as chances de fechar negócio. Números e projeções que mudam a toda hora e inconsistências nas informações tendem a tirar o conforto e a segurança do investidor.
     
  • Defina o valor da sua empresa: Faça uma avaliação honesta do seu negócio – levando em conta o valor de outras empresas do setor, expectativas de fluxo de caixa e os riscos envolvidos, e esteja pronto para defender este valor em suas negociações. Entenda quais as metodologias usadas no mercado para esta avaliação ou consulte profissionais que possam te orientar a um valor de mercado.
     
  • Procure aconselhamento jurídico: Um advogado com amplo conhecimento da legislação societária, de preferência com experiência em venture capital, será um aliado importantíssimo para você no momento da elaboração do contrato. Aconselhamento profissional também é importante para proteger seus direitos de propriedade intelectual. Pesquise os honorários de especialistas e busque um acordo limitando o número máximo de horas que serão cobradas para não ter surpresas.
     
  • Esteja pronto para mudanças: os investidores vão demandar fortes mudanças em governança e transparência para garantir o sucesso da empresa e o retorno do investimento. Eles buscam um Conselho de Administração equilibrado, onde suas opiniões possam ser ouvidas. O objetivo será sempre de garantir a correta execução do plano de negócios e o crescimento sustentado da empresa.

Lembre-se sempre que levantar fundos também demanda tempo e dinheiro, e que o investimento deve ser a plataforma para a exploração de uma oportunidade de negócios e da geração de valor para todas as partes. A junção de um time comprometido, o sócio correto e uma ideia inovadora aumentam as chances de sucesso.

* David Thomas é diretor geral da Intel Capital para a América Latina

Para mais informações acesse: http://www.intelcapital.com 

 

Para obter informações mais completas sobre otimizações do compilador, consulte nosso aviso de otimização.