Benefícios

Melhore a fidelidade visual, o gerenciamento e a eficiência das soluções de visualização com as bibliotecas de renderização de alto desempenho e código aberto no Intel® Rendering Framework. As bibliotecas são:

  • Intel® Embree, uma biblioteca do kernel de ray tracing
  • Intel® OSPRay, um kit de ferramentas de renderização, ray-tracing, escalonável, expansível e capaz de cluster que inclui rastreamento de caminho e renderização de volume
  • Intel® OpenSWR, uma biblioteca de rasterização de baixo nível do OpenGL*, integrada ao projeto de código aberto Mesa OpenGL
  • Intel® Open Image Denoise, uma biblioteca de código aberto em breve disponível para algoritmos de redução de ruídos e filtragem de imagem

O Intel® Rendering Framework com tecnologia de visualização definida por software (SDVis) suporta o uso de big data em plataformas de todos os tamanhos (incluindo clusters de computação em nuvem e de alto desempenho [HPC]). Isso é obtido com o desbloqueio do paralelismo e do desempenho já existentes em seu sistema, sem os limites de memória e o custo das soluções baseadas em GPU.

Gráfico de SDVis

Para tornar ainda mais fácil o uso dessa tecnologia visual inovadora, a Intel fez parceria com fornecedores de hardware e software para projetar as Select Solutions for Professional Visualization. Essas soluções prontas fornecem uma experiência inovadora para combinar códigos de computação intensa com renderização fotorrealista e ferramentas de análise visual que têm uma variedade de usos.

Repense a distribuição de carga de trabalho em nuvem visual

Implante visualização em qualquer lugar, a qualquer momento e em qualquer escala com uma solução selecionada Intel®

Bibliotecas de código aberto da Intel desempenham um papel importante em Hollywood

Introdução à SDVis

Tech.Decoded: Moana e Pacific Rim — renderizando novas realidades


Bibliotecas de software

Aprimore aplicativos atuais com bibliotecas de renderização para software paralelo.

Os engenheiros de aplicativos de renderização usam esses kernels de rastreamento de raios para melhorar o desempenho do aplicativo. Os kernels são otimizados para a renderização fotorrealista nos mais recentes processadores Intel com suporte para Intel® Streaming SIMD Extensions [4.2] e Intel® Advanced Vector Extensions 512.

Crédito pela foto: cortesia de Attila Afra, Intel1

Este sistema portável de rastreamento de raios oferece visualização de alto desempenho e alta fidelidade para CPUs na arquitetura Intel®. A biblioteca de renderização permite que você crie aplicativos de renderização interativos de alta fidelidade.

O Intel OSPRay é baseado no Intel Embree e na Intel® MPI Library.

Visão geral do Intel OSPRay

Crédito pela foto: cortesia de Ingo Wald e Carson Brownlee, Intel2

Trata-se de um rasterizador de software escalável e de alto desempenho no projeto comunitário de código aberto do Mesa, compatível com o OpenGL*. Use o software de visualização não modificado para trabalhar com conjuntos de dados quando o hardware da GPU não está disponível ou está limitando. Este produto baseado em CPU é executado em laptops, estações de trabalho e nós de computação em sistemas de computação de alto desempenho (HPC).

Biblioteca OpenGL* Mesa

Crédito pela foto: cortesia de Silvio Rizzi e Joe Insley, Argonne National Laboratory3

Intel® Open Image Denoise

Essa biblioteca de código aberto de alto desempenho melhora a qualidade visual durante a interação usando métodos de aprendizado de máquina (incluindo funções na Intel® Math Kernel Library para redes neurais profundas) para filtrar seletivamente o ruído. Esse componente independente pode ser usado para redução de ruído em imagens renderizadas em 3D, com ou sem o Intel Embree.

Crédito pela foto: cortesia de Walt Disney Animation Studios4>

Fontes

1. Os dados são reproduzidos sob o Contrato de Licença Comercial da Evermotion. Visualização de Attila Afra, Intel, Mazda.

2. Dados do framework computacional para lançamento, ascensão e aerodinâmica do veículo (LAVA), cortesia de Mike Barad e Cetin Kiris, da NASA Ames. Visualização de Ingo Wald e Carson Brownlee, Intel, trem de pouso.

3. Os dados são cortesia de Salman Habib, Katrin Heitmann, e da equipe Hardware/Hybrid Accelerated Cosmology Code (HACC) do Argonne National Laboratory. Visualização de Silvio Rizzi e Joe Insley, Argonne Leadership Computing Facility, Dark Matter com VL3 e OpenSWR.

4. Dados disponíveis publicamente, cortesia da Walt Disney Animation Studios. A imagem é renderizada com o Intel OSPRay e o Intel Open Image Denoise.